O Laboratório de Biologia Evolutiva Teórica e Aplicada da Universidade Federal do Rio de Janeiro desenvolve projetos envolvendo todos os níveis hierárquicos onde a diversidade genética pode ser estudada, desde as relações evolutivas intraespecíficas (tokogenéticas) até as relações evolutivas entre espécies e grandes linhagens (filogenética).

Através do uso de abordagens quantitativas, da biologia computacional e bioinformática, e de ferramentas de biologia molecular, nós temos investigado temas tão amplos quanto a evolução de famílias protéicas, as relações filogenéticas de grupos de metazoários e a epidemiologia de vírus. Nosso grupo tem, portanto, a meta de usar a biologia evolutiva como linguagem unificada para entender os diversos fenômenos biológicos onde ocorre passagem e transformação das moléculas de informação.